Passo a Passo de Como Começar Algo e Terminar

Passo a Passo de Como Começar Algo e Terminar

começar e terminar

Projetos, quem não os tem? Quem nunca teve projetos coisas grandes ou pequenas, quem nunca desejou conquistar algo e quem nunca se planejou e se frustrou por não chegar ao fim?

Você já teve a experiência de dar início a projetos em sua vida e nunca concluir? Pois esse artigo eu escrevi especialmente para você, que ao longo do tempo vem se perguntando como começar algo e terminar.

Existem tantas coisas que as pessoas começam e não terminam. E quando falo em projetos inacabados, refiro-me a tudo o que se planeja e não chega ao final, podendo ser coisas grandes ou pequenas.

Pode ser o planejamento de uma viagem, uma dieta, a conquista do próprio negócio, a reforma da casa, ou mesmo a leitura de um livro… quantos livros você já começou e nunca terminou? Quantas dietas inacabadas?

Que você comece a fazer alguma coisa e, por algum motivo não tenha conseguido concluir, é até normal. O problema está em quando isso se torna um padrão de comportamento, e você se percebe vivendo em um ciclo de intermináveis projetos inacabados.

Padrões de comportamento são comportamentos adotados inconscientemente pelo indivíduo, levando-o a agir repetidas vezes da mesma forma, ou seja, obedecendo sempre o mesmo padrão.

No caso da pessoa que começa algo e nunca termina, o padrão é muito parecido com isso: empolgação, planejamento, início e… para por aí – não há conclusão do trabalho.

Se isso está acontecendo com você, é bem provável que você esteja cercado de crenças limitantes que estão desencadeando esse padrão de comportamento negativo, fazendo com que você se auto sabote na concretização de seus projetos.

Mas a boa notícia que tenho é que, ainda que você possua esse padrão de comportamento, ele pode ser trabalhado de forma a você mudar completamente seus padrões negativos por padrões positivos.

Se esse é seu caso, acompanhe o passo a passo de como começar algo e terminar que fiz especialmente para você.

metas

Passo 1

Escolha um de seus projetos para colocar em prática.

Esse primeiro passo é o nosso desafio. Você vai escolher algum objetivo que já tenha e que esteja interrompido, ou mesmo algum projeto que você sempre desejou e parou logo ao começar.

Por ser nossa primeira experiência, você pode escolher um objetivo mais simples e de curto prazo, como a leitura de um livro ou uma dieta, por exemplo. Você verá como começar algo e terminar pode ser muito mais fácil do que imaginava.

Passo 2

Defina sua estratégia

Escolhido seu objetivo, trace um plano simples de como irá executá-lo. Por exemplo, se seu objetivo é ler aquele livro de 1.200 páginas até o final, faça uma breve programação de como executará esse projeto.

Determine, por exemplo, quantas páginas ou capítulos vai ler por dia, em que momento do dia você se compromete a fazer essa leitura, quanto tempo você deverá levar, em semanas ou meses, até terminar a leitura, etc.

Além disso, faça uma lista de coisas que você ganha ao conclui esse projeto, e outra lista de coisas que você perde ao interrompê-lo.

Lembre-se também de fazer uma lista de possíveis imprevistos que possam aparecer durante a execução, e a forma de como lidar com isso. Por exemplo, se você não consegue ler porque te dá sono, que estratégia pode ser usada para resolver esse problema?

Nesse primeiro passo, não importa o objetivo que você escolheu como desafio. O que importa aqui é o seu planejamento e o seu comprometimento.

Muito bem, escolhido seu objetivo, é hora de irmos para o passo número três.

Fazer ate o fim

Passo 3

Descubra o que te limita, o que te impede

Quando falamos em padrões de comportamento, devemos levar em conta o que há por trás desse ciclo, que geralmente ele é provocado por crenças limitantes que você trás consigo sem muitas vezes perceber.

Nossas crenças são tudo aquilo que, inconscientemente, acreditamos por verdade absoluta, gerando um padrão de comportamento compatível ao que se acredita.

Essas crenças, por sua vez, podem gerar comportamentos positivos ou negativos.

Tais crenças vão tomando forma ao longo de nossas vidas e, em muitos casos, elas têm início lá na infância. Você já percebeu quantos “nãos” a criança ouve dos adultos? – “Não pode, isso é perigoso”, “não coma, vai fazer mal”, “não faça”, “não vá”…

Ao longo da vida, esse conjunto de “nãos” vai internalizando no subconsciente do indivíduo, muitas vezes, gerando um crença limitante que faz com que ele interrompa o que está fazendo, da mesma forma que ele tinha que interromper, quando ouvia um “não” na infância.

Crenças limitantes podem existir em qualquer área de nossas vidas, e geralmente são desencadeadas por informações que nosso inconsciente recebe ao longo de nossas vidas.

Quantas vezes você já deve ter ouvido a frase: “dinheiro é sujo”, ou “é mais fácil um camelo passar no buraco de uma agulha do que um rico entrar no céu”.

Quando você atinge a idade adulta, seu inconsciente já recebeu tantas vezes essas informações, que passa a tê-las como verdade absoluta, e o resultado disso? Você sempre vai manter o dinheiro longe porque, inconscientemente, você não quer nada que seja sujo, tampouco quer perder sua salvação.

Descobrir, portanto, as crenças que te limitam é o primeiro passo para uma mudança definitiva de padrões de comportamento.

Faça uma autoanálise e descubra quais são os pensamentos que te limitam. Vejamos alguns exemplos de crenças limitantes:

– Todos os ricos são infelizes;

– Não posso comer doces que engordo;

– Homens não prestam;

– Fazer faculdade é só para quem pode;

– Ele só consegue porque o pai é rico;

– Não vou arrumar um namorado enquanto estiver com esse corpo;

– Meu dia é muito corrido, não tenho tempo para ler;

– Eu começo a ler e o sono vem, etc.

Sendo assim, dentro do objetivo que você escolheu no passo 1, faça uma lista de todas as crenças limitantes que você tem que estejam relacionadas a esse objetivo. É hora, então, de irmos para o passo número 4.

Passo 4

Transforme as crenças limitantes em crenças fortalecedoras.

Nesse passo, é muito importante você entender que uma crença (seja ela qual for), não nasce da noite para o dia. Para uma crença se tornar verdade absoluta, ela passou por um processo onde sua mente inconsciente foi condicionada a isso. Esse processo se dá de uma forma bem simples: pela repetição.

Assim sendo, é pela repetição que criamos padrões de comportamento, e é justamente através da repetição que vamos transformar nossas crenças. E é exatamente isso o que nós vamos fazer.

Agora que você já descobriu suas crenças limitantes, você vai começar a condicionar o seu inconsciente de forma contrária, de maneira que, com isso, suas crenças passem a ter um novo significado para você.

Ainda usando o exemplo da leitura de um livro, se sua crença é de que “o tempo é muito curto para conseguir ler alguma coisa”, experimente trocar essa frase por “eu sou o dono de meu tempo, o meu tempo é que trabalha para mim”.

Comece a repetir essa afirmação ao longo do seu dia, como uma forma de enviar essa informação para o seu inconsciente.

Faça isso todos os dias, quando acordar, quando dormir, durante o dia, em pensamento, enfim… o importante é você saber que quanto mais vezes o seu inconsciente receber essa informação, mais rápido ele começará a processar isso como verdade.

Esse passo é muito importante, de forma que você irá substituir sua crença antiga e passar a condicionar seu inconsciente com a nova crença, até que isso se torne um hábito.

Passo 5

Execute o seu projeto até o final

Agora que você já sabe como começar algo e terminar, é hora de colocar o seu plano em ação.

No passo 1 você escolheu seu objetivo; no passo 2, definiu as estratégias; no  passo 3, fez um levantamento para descobrir suas crenças limitantes; no passo 4, você descobriu a forma  de como substituir a crença antiga pela nova.

Agora, no passo 5, você irá colocar em prática o objetivo que escolheu lá no passo 1.

Enquanto você executa seu plano, não esqueça de manter a disciplina de fazer tudo conforme planejou, além da disciplina de enviar comandos de crenças fortalecedoras para a sua mente de forma constante.

Comece seu projeto agora mesmo, não deixe para amanhã, não procrastine (sugestão de artigo que fale sobre a procrastinação). Faça esse desafio e veja como é fácil mudar padrões de comportamento.

Coaching Pessoal

Passo 6

No passo 6… bem, aqui é para você compartilhar e comemorar suas conquistas, conte para um amigo alguém especial pra você, é muito bom quando fazemos isso, isso nos gera motivação e confiança para seguir em frente.

Mas, se você quiser contar pra mim como foi a sua experiência, vou adorar saber como foi.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *