Exercício de PNL Para Ansiedade

Ansiedade é um assunto muito recorrente para a grande maioria das pessoas, e este exercício de PNL para ansiedade eu utilizo com os meus clientes – É fantástico.

Mas, antes de passar o exercício é importante entermos um pouco sobre ansiedade.

As Causas da Ansiedade:

1. É quando estamos focado no Futuro estando no presente, ou seja, uma angústia em querer as coisas para ontem, com as emoções presas no passado e ainda se sentindo incapaz de realizar as mudanças necessárias.

2. Uma falta de autoconhecimento e autogerenciamento das emoções, ocasionando uma busca obssessiva por algo que nem sabe o que realmente se deseja.

3 A falta de clareza dos sonhos e objetivos que se deseja para uma vida feliz e abundante.

4. o Julgamento excessivo que você faz com você mesma, não se respeitando e não aceitando os erros, e acima de tudo a desmotivação para desenvolver novas habilidades, entre outras causas

Caso você tenha se identificado com algum destes itens citados acima ou mais de um, este poderoso exercício de PNL de reestruturação de novos comportamentos vai lhe ajudar com sua ansiedade.

Lembre-se, mente e corpo forma um sistema único, então será extremamente importante, você movimentar o seu corpo ao mesmo tempo que trabalha as estratégias mentais.

Faça o exercício em um lugar tranquilo aonde você não poderá ser interrompida, a princípio você pode achar complicado, mas eu garanto que vai valer a pena, faça quantas vezes for necessário, até que fique congruente.

 

1. Feche os olhos e respire fundo 3 vezes e solte lentamente sua respiração e em seguida escolha uma experiência em que você sentiu ansiedade. É importante que se trate de uma experiência específica e real.

2. Escolha, à sua volta, um espaço físico que represente essa experiência. Pode ser à sua esquerda (olhe para este lugar parada onde está). O espaço em que você está se tornará o espaço do observador, de onde você irá assistir à situação escolhida.

3. Agora entre no espaço da experiência, à sua esquerda, e, lá, lembre-se de tudo o que viu, ouviu e sentiu naquele momento. Reviva a experiência como se ela estivesse ocorrendo agora. Como você se sente? Em que nível chegou sua ansiedade, utilizando uma escala de 0 a 10?

4. Volte para a posição de observador. De lá, crie um terceiro espaço, à sua direita: este será o local onde você irá vivenciar uma experiência de relaxamento.

5. Entre nele. Você se lembra de algum momento em que tenha relaxado de forma satisfatória? Deixe-se envolver por todos os sentimentos tranquilizantes que ele inspira.

6. Depois de sentir-se bastante relaxado, volte para a posição de observador. Nesse ponto, você acabou de criar um mecanismo muito interessante para programar sua mente.

7. Agora, retorne ao espaço do relaxamento, à sua direita. Pense nas várias alternativas produtivas que essa sensação de paz oferece a você, como manter a tranquilidade na hora de lidar com os imprevistos, falar menos e pensar mais etc.

Agora que você tem opção de escolha, avalie as alternativas e identifique aquela que você considera mais produtiva. Depois, incorpore a atitude escolhida, ou seja, imagine que você está agindo de acordo com a alternativa, como se estivesse passando pela experiência.

8. Agora que você tem esta opção, volte à experiência antiga de ansiedade, à esquerda, e passe a revivê-la dispondo de novos recursos. Como você se sente dessa vez? Em uma escala de 0 a 10, como você avalia agora seu grau de ansiedade?

9. Para finalizar, vamos construir uma Ponte ao Futuro, para que, daqui para frente, todas as vezes que sentir a ansiedade chegando, você possa administrar melhor a situação, utilizando os recursos que criou.

Na posição de observador, diga como você se imagina agindo na próxima experiência semelhante à experiência que acabamos de transformar. Com certeza, a partir de agora, você conseguirá enxergar muitas novas opções emocionais para enfrentar um momento como este!

10.  Dê um basta definitivo nessa tal de ansiedade, você é muito melhor que isso!

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *